Blog

Comunidade Messiânica Yeshua

ao AGNALDO DA 10 dez, 2017

Prólogo:

“Quando lemos ou escutamos esses "ótimos" líderes evangélicos que louvam o Papa e afirmam que a Igreja Católica é cristã ortodoxa, nos perguntamos: o que está acontecendo? Poderia ser que os cristãos que foram massacrados pela Inquisição por contrariar os dogmas anti-bíblicos de Roma finalmente foram errados?”.

 O Sr. Paul Crouch, agora falecido, que era dono da Trinity Broadcasting Network, disse: "Cheguei à conclusão de que Martinho Lutero cometeu um grave erro. Ele nunca deveria ter deixado a igreja católica romana. Estou erradicando a palavra Protestante do meu vocabulário. É hora de os católicos e os não-católicos se unirem como uma pessoa no Espírito".

Calendário profético 2017

O ano de 2017 foi preenchido com aniversários apocalípticos e com implicações proféticas. Os estudiosos das profecias se perguntam: poderia este ano ser o ano em que uma ou mais das antigas profecias da Bíblia serão cumpridas? É isso que vou tratar a seguir, identificando e mencionando os aniversários apocalípticos que tiveram cumprimento neste ano de 2017 e suas possíveis implicações proféticas.

1. Os cem anos do colapso do Império Otomano, que aconteceu em 1917 e preparou o território de Israel para o retorno do povo judeu.

2. Os cinquenta anos da reunificação de Jerusalém em 1967, que pavimentou o caminho para a construção do templo e até da tribulação que as profecias descrevem, que vão ocorrer, antes do Messias retornar.

3. O cumprimento dos cem anos das aparições de Fátima, manifestações demoníacas que serão usadas por Satanás para estabelecer a Igreja Católica como a religião global simbolizada pela prostituta de Apocalipse capítulo 17.

4. O septuagésimo aniversário do Plano de Partição da Palestina. Em 29 de novembro de 1947, a Assembléia Geral das Nações Unidas, reunida em Nova York, aprovou a Resolução 181, que recomendava um plano para resolver o conflito entre judeus e árabes na região da Palestina, que estava em esses momentos sob a administração britânica. Isso abriu o caminho para o retorno dos judeus à sua terra ancestral. Muitos especialistas em profecia biblicas acreditam que a restauração do estado judeu foi o momento em que a ampulheta do mundo tomou seu último turno e o cronômetro dos últimos tempos começou a marcar os últimos dias.

5. Os 3.500 anos do aniversário do ano do Jubileu estabelecido pelo Criador no capítulo 25 de Levítico. O “ Ano do Jubileu ” é quando o povo judeu e a terra de Israel serão libertados de toda dívida e servidão como sinal de sua total confiança no Senhor.

6. O quinto centenário da Reforma Protestante. O Papa comemorará este aniversário como parte da campanha da Igreja Católica para abraçar outras religiões ecumênicas. Isso preparará o cenário para que a Igreja Católica Romana se torne a religião mundial representada como uma “Ramera – A Grande Prostituta”, no capítulo 17 de Apocalipse.

Além disso, não teve nenhum registro em anos que já passaram durate o século XXI, como este de 2017, até por considerarmos que foi marcado por todos os tipos de catástrofes naturais e desastres. Em agosto, o furacão Harvey atacou várias áreas no Atlântico e, no dia 25, atingiu o Sudeste do Texas por vários dias, deixando para trás 33 mortos e mais de 30 mil pessoas sem-teto. Os especialistas dizem que foi a maior tempestade em termos de chuvas já observadas em qualquer lugar nos Estados Unidos, o furacão mais poderoso para atingir o território dos EUA em 13 anos e o mais feroz que chegou ao Texas desde 1961.

O furacão Maria foi considerado o pior desastre natural para a República Dominicana e a Martinica, causando danos catastróficos e uma crise humanitária em Porto Rico, é considerado o décimo furacão mais intenso registrado no Atlântico. Foi o primeiro e maior, e um dos mais poderosos que se desenvolveram no Atlântico Oeste. Ele impactou as ilhas do Caribe, Flórida, Antilhas Menores, Porto Rico, Cuba e Espanhola, deixando em sua direção destruição, mortes e perdas materiais incalculáveis.

O terremoto no sudeste do México em 7 de setembro teve uma magnitude de 8,4 na escala Richter. O epicentro estava localizado no Golfo de Tehuantepec, perto da fronteira entre a Guatemala e o México, sendo notável nos dois países, como em El Salvador e Honduras. É o tremor mais forte registrado no México desde o terremoto de Jalisco-Colima. Quinze minutos após o terremoto, as ondas do mar subiram a três metros da costa de Chiapas. Deixou um total de mais de cem vítimas e até 14 de setembro, 2.057 réplicas foram registradas. O da maior magnitude foi de 6.1. Este terremoto tem sido o mais forte do mundo desde o terremoto no Chile em 2015, que teve uma magnitude de 8,4.

Em 19 de setembro, outro terremoto poderoso atingiu o México. O terremoto de magnitude 7.1 na escala Richter foi sentido na Cidade do México e causou pelo menos 144 mortes, assim como foram 32 anos após o poderoso terremoto que causou milhares de mortes na Cidade do México. A agitação causou o colapso de dezenas de edifícios em diferentes áreas da Cidade do México. Enquanto o furacão Irma atingiu a Flórida e as ilhas do Caribe

Não podemos nos esquecer do31 de outubro, centenário da Reforma:

Outro dos eventos de grande importância que são comemorados este ano é o quinto centenário da Reforma. O início da Reforma Protestante data de 31 de outubro de 1517, quando Martinho Lutero publicou suas 95 Teses. O mundo mudou por causa da Reforma, e os verdadeiros cristãos devem comemorar este grande evento e seu legado.

A palavra "Protestante" é originária da palavra raiz "protesto". Martin Luther, que era teólogo e frade católico agostiniano, protestou contra as práticas católicas e seus abusos generalizados, enquanto um coro de leigos se uniu para protestar contra Roma.

Entre a era do Novo Testamento e o século XVI, o catolicismo romano estabeleceu o monopólio do cristianismo na Europa Ocidental, abusando da sua posição. Muitas de suas práticas parecem surpreender hoje, mesmo para os próprios católicos. Quais, por exemplo?  Eles celebraram a Missa latina, uma língua que os membros da igreja não entendiam. O texto da Bíblia era desconhecido para os paroquianos. Os governos estavam sujeitos ao papa. A maior parte da terra era propriedade da Igreja Católica. Os bispos viviam sob privilégios aristocráticos enquanto os camponeses apoiavam a igreja sob um sistema feudal que explorava seu trabalho, enquanto que os críticos foram torturados e executados.

Já que a grande maioria não conhecia as Escrituras, o que definiu o cristianismo foi reduzido a tradições, ícones, estátuas, imagens, tapeçarias, pinturas e relíquias. Hoje, tanto os protestantes quanto os católicos consideram a religião católica, dos anos 1500, como algo completamente estranho ao que agora é aceito como "Cristianismo".

Os protestos que desencadearam o catolicismo se espalharam rapidamente pela Europa. O protestantismo conseguiu porque tinha que ser assim. O catolicismo trouxe tudo isso consigo próprio, ao não proporcionar uma experiência cristã genuína para o homem comum. Ao mesmo tempo em que os senhores; Lutero, Calvin, Knox, Zwingli, Simons e outros começaram a se opor aos abusos do clero católico, havia milhares de pessoas comuns que desejavam ser libertadas de seu governo.

A Igreja Católica Romana foi alterada pela Reforma Protestante. A resposta dela foi a Contra-Reforma no ano de 1545. Entre 1545 e 1563, o Concílio de Trento realizou 25 sessões para abordar a necessária reforma da igreja. Além de condenar o protestantismo, o conselho esclareceu a doutrina católica, reformou a administração eclesiástica, aboliu alguns abusos que afetaram a venda de indulgências, estabeleceu uma educação clerical mais rigorosa e regras residenciais, afirmando que a Igreja Católica foi o único árbitro a interpretar o significado das Escrituras e dar explicação as relações de fé e obras, tudo isso a fim de contrariar a doutrina de Lutero, quem assegurava que “a salvação é obtida apenas pela confiança”.

Ele também reafirmou muitas práticas que os reformadores consideraram ofensivas: entre elas a veneração de santos e relíquias, as peregrinações, as indulgências e a adoração da Virgem Maria. A Contra-Reforma foi prolongada até o ano de 1648, quando a Guerra dos Trinta Anos terminou. Ele abordou a reconfiguração da estrutura da igreja, estabelecendo ordens religiosas e respondendo a movimentos espirituais e reformas políticas.

Foi assim que a Reforma Protestante, fora do catolicismo, e a própria Contra-Reforma interna entre os católicos acabaram por reformar o cristianismo, que por sua vez revitalizou e deu maior relevância à vida do homem comum. Considerando que antes que a maioria das crenças "cristãs" fossem determinadas pela simples superstição, depois da Reforma os crentes começaram a entender, até mesmo para discutir o significado dos ensinamentos do Senhor Yeshua “Jesus Cristo”. Uma vez que os líderes protestantes traduziram e publicaram a Bíblia na linguagem do homem comum, o clero distante e educado perdeu seu monopólio de acesso e o único direito de interpretar as Escrituras. Cada alma tinha o direito de ler a Bíblia por si só.

A sociedade européia foi transformada pelo despertar da Reforma Protestante. Essa transformação se estendeu ao Novo Mundo e à América do Norte, aqueles que foram inicialmente colonizados por protestantes puritanos que chegaram fugindo da opressão na Europa. O governo dos Estados Unidos refletiu os valores protestantes e, em troca, o exemplo de sua política acabou transformando o governo europeu. Com a passagem do tempo, o mundo inteiro foi influenciado, direta e indiretamente, pelas mudanças provocadas pela Reforma Protestante.

A questão que ainda prevalece é, será que a Reforma foi o suficiente para protestar e reformar um cristianismo apóstata? Roger Williams, um teólogo e reformador puritano, que em 1638 fundou a Primeira Igreja Batista nos Estados Unidos, conhecida como a Primeira Igreja Batista da Providência, acertou ao dizer que; a Reforma nunca poderia devolver o cristianismo ao seu estado original, pois, para Isso acontecer, era necessária uma restauração. Isso era algo que, segundo ele, só Deus poderia fazer novamente.

Muitas pessoas concordaram que uma restauração era necessária e vários homens cristãos se propuseram a restaurar a igreja, aos padrões da primitiva original. Entre eles estavam Thomas e Alexander Campbell, pai e filho, que são considerados promotores do chamado Movimento de Restauração nos Estados Unidos durante o século XIX, embora aquele com maior impacto tenha sido Alejandro Campbell. Os grupos fundados por esses pregadores foram unidos em um movimento que tentou restaurar a igreja aos princípios originais. No entanto, na ausência de uma estrutura centralizada, a unidade entre eles durou apenas por algum tempo, embora tenham conseguido realizar uma convenção nacional em 1849, da qual emergiu a Sociedade Missionária Cristã Americana.

DIAS ATUAIS DO QUE SE CHAMA “Cristianismo”

Hoje, o cristianismo é um mosaico fragmentado e inconsistente de seitas denominacionais, muitos dos quais afirmam que só eles possuem a verdade, embora, ao longo dos anos, multidões de pensadores cristãos tenham desejado que o cristianismo abandone suas disputas e retorno, plenamente, para a pura adoração.

Em outubro de 2016, líderes mundiais de católicos e luteranos assinaram uma declaração conjunta em um serviço de oração ecumênica para comemorar a Reforma, afirmando que:

O que une as duas tradições é maior que o que as separa.

Mas não foi só isso, centenas de líderes protestantes de todas as denominações, tanto nos Estados Unidos, na América Latina como no resto do mundo, deram seu apoio incondicional ao Papa.

Para a comemoração deste quinto centenário da Reforma, milhares de "crentes" também estão protestando contra o estado atual do cristianismo e clamando novamente pela reforma. Três reuniões importantes serão realizadas no final deste ano, em que isso será discutido e uma tentativa será feita para consertar a situação atual das coisas, para que os cristãos alcancem a unidade.

Vinho com mistura azeda

Este é o maior engano espiritual que está ocorrendo em nossos dias, que está sendo perpetrado por centenas de líderes evangélicos através de sua aliança e união com a Igreja Católica Romana. Agora eles vêem os católicos como seus irmãos e irmãs em Cristo, que não precisam ser evangelizados. Os líderes evangélicos que antes eram defensores da mensagem evangélica bíblica agora defendem os ensinamentos não bíblicos do catolicismo romano.

O documento que os católicos e os evangélicos assinaram em março de 1994, e que foi intitulado católicos e evangélicos unidos, a missão para o terceiro milênio, é em essência uma negação das Boas novas. Em nenhum lugar neste documento, encontramos explicações das Boas novas com precisão conforme narra as Escrituras Sagradas.

O falso escritor cristão Dave Hunt, em seu boletim de março de 1994, The Berean Call, escreveu o seguinte sobre a assinatura do documento: "Eu não contesto os motivos nem pergunto a salvação dos evangélicos que o assinaram. No entanto, acredito que este documento representa o golpe mais devastador contra o Evangelho nos últimos mil anos ... Surpreendentemente, este documento afirma que todos os católicos são cristãos, que têm a mesma fé que os evangélicos e que são nossos "irmãos e irmãs". irmãs em Cristo ". Se assim for, a Reforma Protestante foi um erro trágico que todos devemos renunciar! ... Por mil anos antes da Reforma, sempre houve um grupo de cristãos evangélicos fora da Igreja Católica, milhões de pessoas mortas, por obedecerem as Escrituras em vez de se submeter a Roma. Somente o Papa Pio terceiro, assassinou sessenta e cinco mil cristãos em um único dia, quando seus exércitos varreram a cidade de Beziers, França, um ato que foi considerado por ele como "o feito que coroou seu papado".

Ecumenismo, o Perigo!  

Grandes mudanças começaram a tomar forma na igreja evangélica desde o início do século XX. Em 1901, o movimento pentecostal começou na Escola Bíblica de Betel, de Charles Parham, em Topeka, Kansas, quando Agnes Ozman começou a falar em "línguas" após a imposição das mãos.

Em 1914, Charles Shumway procurou diligentemente evidências para provar que essas primeiras "línguas pentecostais" eram línguas reais, mas não conseguiu encontrar uma pessoa para corroborar tais afirmações. Quando o missionário Alfred Goodrich Garr viajou para a Índia e tentou falar com pessoas em línguas sobrenaturais, descobriu imediatamente que não podia se comunicar. No entanto, o que a grande maioria ignora é que Parham, o fundador do pentecostalismo, acreditou e pregou heresias doutrinárias.

Em meados do século XX, muitos no movimento pentecostal e entre os liberais e os modernistas, vendo a falta de interesse e o baixo comparecimento dos seus fiéis em suas reuniões de adoração, começaram a unir, pregar e ensinar uma teologia mais tolerante, mais branda. Foi assim que eles introduziram diferentes atividades em suas igrejas sob o pretexto de mostrar preocupação com o evangelismo do mundo. Certos métodos foram alterados, enquanto sistemas e estudos foram desenvolvidos para o jovem, o comerciante, o atleta, o político, a estrela de cinema e outros.

Em vez de se manter fiel ao Messias e à sua Palavra, em nome da união, começaram a ignorar a pura doutrina. Este novo movimento conhecido como “ ecumênico carismático ” começou em meados do século passado e o termo tem sido usado por organizações internacionais de diferentes denominações, agências interdenominacionais e até grupos eclesiásticos.

O Conselho Nacional de Igrejas de Cristo nos Estados Unidos, e o Conselho Mundial de Igrejas, com sede em Genebra, Suíça, são talvez os mais conhecidos. O ecumenismo, como uma tendência no cristianismo, tem como objetivo unificar as igrejas. Usando comunhão e companheirismo como base, eles consideram; o amor superior à sã doutrina . Eles acreditam que é necessário reexaminar os fundamentos da fé com uma mente aberta. Eles duvidam da infalibilidade das Escrituras e questionam sua inspiração divina.

  • Eles substituem o motivo do homem pela revelação de Deus.
  •  Eles deturpam a Palavra de Deus.
  • Eles torcem as Escrituras para acomodá-las a descobertas científicas e teorias, incluindo a teoria da evolução.
  • Eles tentam cristianizar idéias e crenças pagãs.

Seu objetivo é a glorificação da filosofia, psicologia, psiquiatria, astrologia e assim por diante. Eles pregam uma " mensagem positiva " e, muitas vezes, fazem declarações como esta: "Deus me chamou para ganhar almas, não para criticar os outros".

Com grande emoção das músicas mundanas, atraem muitos, já que não lhes é mostrado as desobediências contra o Criador deste Universo. Eles raramente ensinam o verdadeiro arrependimento e muito menos pregam contra o erro. Eles não gostam de separação. Eles encontram mais companheirismo entre aqueles que participam de prazeres mundanos, do que entre aqueles que seguem a santa doutrina bíblica da separação. Eles consideram a igreja, apenas como uma instituição de caridade, na melhor das hipóteses, enquanto outros como um clube social.

Eles tentam mais e mais fazer da Igreja um instrumento de mudanças sociais através de programas humanitários. Sem pensar ou querer deixar de segui-los, avançam na mesma direção que os católicos e membros de outras seitas. Eles se comportam como mundanos. Eles realizam negócios desonesto. Eles se identificam da mesma maneira das pessoas do mundo, não apenas com suas ações, mas também com sua maneira de se vestir e falar. Eles pregam e ensinam a teologia da melhoria de vida, dando ênfase, que os patriarcas e até o Messias eram prósperos. Eles introduziram uma variedade de rituais e sinais idólatras, como as supostas curar milagrosas, risadas sagradas, dança sagrada e uma grande quantidade de manifestações extravagantes e não bíblicas.

Mesmo a Igreja Católica e muitas denominações evangélicas dão seu apoio incondicional a homossexuais, lésbicas, transgêneros e até mesmo ordenaram ministros e pastores, que praticam essas abominações, considerando aqueles que se opõem a eles como "religiosos intolerantes".

Os líderes atuais

Quando lemos ou escutamos esses "ótimos" líderes evangélicos que louvam o Papa e afirmam que a Igreja Católica é cristã ortodoxa, nos perguntamos: o que está acontecendo? Poderia ser que os cristãos que foram massacrados pela Inquisição por contrariar os dogmas anti-bíblicos de Roma finalmente foram errados?

Por exemplo, o Sr. Billy Graham, que é tão estimado pela igreja evangélica, tem muitas vezes louvado os líderes católicos. Nas páginas 59 e 60 do Dr. R.L. Hymers Jr., publicado em inglês Predicando uma Nação Agonizante, é gravado em grande detalhe, que o Sr. Graham elogiou o Papa João Paulo II, referindo-se a ele como um grande líder moral e um grande evangelista, acrescentando que a Madre Teresa de Calcutá e suas freiras eram ótimos exemplos de cristianismo.

O Sr. Paul Crouch, agora falecido, que era dono da Trinity Broadcasting Network, disse: "Cheguei à conclusão de que Martinho Lutero cometeu um grave erro. Ele nunca deveria ter deixado a igreja católica romana. Estou erradicando a palavra Protestante do meu vocabulário. É hora de os católicos e os não-católicos se unirem como uma pessoa no Espírito ".

Há literalmente milhares de grandes líderes americanos e hispânicos que louvam o catolicismo e que declararam seu apoio incondicional e cooperação ao atual Papa Francisco.

  Uma igreja emergente

 Mesmo com esses movimentos, outro foi inadvertidamente crescendo ao mesmo passo de uma gestante: a igreja emergente. Esta igreja continua a se esforçar para trazer "uma nova reforma". Atrás é uma estratégia e uma manobra bem desenhadas pelo príncipe deste mundo, o inimigo de nossas almas, para tirar literalmente a verdadeira confiança de milhões “ E digo isto, para que ninguém vos engane com palavras persuasivas” - Colossenses 2:4.

Este novo movimento, embora não tão novo, desde que começou na década de 1950, quase paralelo ao movimento ecumênico, não faz uso da Bíblia como um meio teológico ou como uma medida para medir a vara da verdade e os padrões pelos quais se deve viver.

Em vez de permitir que a Bíblia dê forma à vida cristã, são os cristãos que moldam a Bíblia.

Nos ensinamentos da igreja emergente, o espírito e a mensagem do evangelho são levados em consideração; a tradição do povo cristão; A cultura no meio do qual é teologizada. Em outras palavras, a própria Bíblia não é suficiente, mas deve levar em conta outros fatores, como a cultura, raça ou local de origem e história daqueles a quem se deva instruir, e esses fatores, adaptam a mensagem da Bíblia para que seja adequada a povos e gentes.

Mas não é só isso, a igreja emergente é de fato um retorno as práticas de Roma, um retorno completo à idolatria como os sacramentos, rituais da Quaresma, velas, imagens, ícones e toda a parafernália que vai com ele . As imagens de Jesus penduradas na cruz são muito comuns. Também os ícones de Maria e do bebê Jesus.

Na igreja emergente, as pessoas fazem o sinal da cruz, exatamente como os católicos. Experiências poderosas e ritos similares aos que ocorrem durante a idade do obscurantismo, é agora, o lugar do ensino expositivo da Bíblia. Tudo isso faz parte da igreja emergente que não é um movimento limitado aos Estados Unidos, mas também se espalhou na América Latina e no resto do mundo.

O coração e o núcleo da fé cristã são baseados no sangue derramado pelo Senhor Jesus Cristo no Calvário como a única expiação substitutiva aceitável para as desobediências da humanidade. A Bíblia diz que o salário do pecado é a morte - de tal forma que toda pessoa viva deve receber o castigo da morte espiritual, porque nenhum de nós está sem pecado, desde que nascemos com a nossa natureza pecaminosa intacta.

Brian McLaren, o líder mais proeminente dos Estados Unidos da igreja emergente, afirma em seu site que "a idéia de que Deus enviou seu Filho para sofrer uma morte violenta para nós é uma propaganda falsa para Deus".

McLaren também disse em uma entrevista: "Ouvi um conhecido líder cristão, cujo nome eu não mencionarei ... que disse algo assim:" O entendimento tradicional diz que Deus nos pede algo que ele mesmo não pode fazer. Ele nos pede para perdoar as pessoas, mas ele é incapaz de perdoar, porque ele não pode perdoar a menos que ele castigue alguém em lugar da pessoa que Ele perdoará. Deus não diz: "Perdoe a sua esposa, e então vá e chute o cachorro para desencadear a raiva. Deus de fato perdoa. Mas há o sentimento, o entendimento comum da expiação que apresenta um Deus incapaz de perdoar. A menos que ele chute outra pessoa. '"

Essa idéia de rejeitar o julgamento de Deus colocado Jesus em nosso lugar, não é exclusiva da McLaren. De fato, essa rejeição é integrada nos ensinamentos de muitos outros.

Precisamos reconhecer que a Bíblia é uma revelação de Deus, de si mesmo para o homem. É a nossa autoridade final e temos de aderir à verdade de seus ensinamentos: "Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas foi Ele que nos amou e enviou seu Filho como propiciação pelos nossos erros ... E vimos e testificamos que o Pai enviou o Filho, o Salvador do mundo "(1 João 4: 10,14). AMÉM!

 

Pr. Agnaldo Santana

Comunidade Messiânica Yeshua

Original; Pr. José Holowate

Data: 10 de dezembro 2017.

 

ao AGNALDO DA 27 nov, 2017

O dia, 11 de setembro de 2001 será lembrado como a "A maior tragédia já ocorrida nos Estados Unidos da América". Pelo menos muitos comentaristas pensam assim. Mas... até onde esse ocorrido poderá nos fazer perceber o que o Senhor chamou de "Princípios de dor?". O que posso afirmar, é que essa tragédia, daquele dia e ano, representa um sinal pálido do que está por vir. E, com certeza, não se trata de sensacionalismo teológico ou falso alarme. Trata-se de avisos bíblicos tão claros que até mesmo uma criança pode compreendê-los. Vamos ver algumas declarações do livro de Deus, a Bíblia:

"E você ouvirá sobre guerras e rumores de guerras; veja que você não está preocupado, porque tudo isso deve acontecer; mas ainda não é o fim. Porque a nação se levantará contra a nação, e o reino contra o reino; e haverá pestilências, e fome e terremotos em diferentes lugares. E tudo isso será o começo das dores "(Mateus 24: 6-8).

Não queremos pensar em tudo o que a Bíblia nos diz, de uma só vez. A idéia de que as coisas estão indo bem e que cada segmento da sociedade está encontrando seu lugar na complicada imagem do mundo, é falsa. A verdade é que as coisas não irão e não melhorarão. Uma sabotagem, uma ação suicida, embora seja muito dolorosa e alarmante para os homens, especialmente o nosso Continente que não sofreu as guerras do continente europeu, por exemplo, faz-nos procurar o porquê e como. Mas é muito raro que um político ou um religioso acostumado a sua rotina simplesmente tradicional, entenda o que vem pela frente ou como se preparar.

É bastante estranho que, uma vez que é praticamente impossível chegar a um avião com qualquer tipo de arma, ainda mais, acontecer em um país que está na vanguarda tecnológica. Tanto a bagagem de carga e de mão e os próprios passageiros são cuidadosamente examinados para evitar mesmo qualquer coisa que possa servir de arma. Como esses indivíduos alcançaram seus objetivos suicidas? Como é que eles não foram detectados? Estou ciente de que os Estados Unidos já advertiram uma e outra vez que um tipo de sabotagem de alcance até então desconhecido se aproximava. Isso significa que o serviço secreto e todas as autoridades redobraram seus esforços para detectar qualquer manobra nesse sentido. Por que eles não poderiam fazer isso? É possível que a sociedade seja tão vulnerável a uma imagem quanto o presente?

Não, isso certamente não será lembrado como "A maior tragédia no país (EUA)". Em vez disso, acredito que estamos enfrentando o que a Bíblia chama de "Princípio das dores". Tudo está preparado para ... "destruição súbita dessa geração". Jesus disse: "Porque aqueles dias serão uma tribulação tal como nunca foi desde o início da criação que Deus criou, até este tempo, e não haverá nenhum" (Marcos 13:19).

 O que vemos por enquanto é apenas uma amostra limitada de tudo o que está por vir. Isso não significa que os homens, a humanidade em geral, se arrependam e clamam a Deus. Não, não haverá tal coisa. Todos, políticos e psíquicos, religiosos e militares, sempre assegurarão que ... "não há necessidade de desespero, tudo está sob controle". Mas a versão de Deus é completamente diferente, porque ele nos diz que a morte se tornará tão comum em todo o planeta, que dois terços da humanidade perecerão por várias razões. Como guerras, pragas, fome, suicídio, terremotos, maremotos e terríveis manifestações do céu, manifestações que não temos idéia, exceto que o Senhor disse: "Então haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas, e em a angústia da terra do povo, confundida por causa dos rugidos do mar e das ondas, os homens falhando por causa do medo e da expectativa das coisas que virão sobre a terra; porque os poderes dos céus (espaço exterior) serão abalados "(Lucas 21: 25,26).

Qual é a esperança para aqueles que confiam nas palavras do Senhor? "Quando essas coisas começam a acontecer, levante-se e levante suas cabeças, porque sua redenção está próxima" (Lc 21, 28).

A Bíblia fala mesmo que dois terços da humanidade perecerão? O profeta do Eterno, chamado Zacarias, disse isso cerca de 500 anos antes do nascimento do Filho de Deus:

"E acontecerá em toda a terra, diz o SENHOR, que dois terços serão cortados nele, e eles serão perdidos; mas o terceiro permanecerá nele "(Zacarias 13: 8). Estaria o Senhor falando da Falha de San Andreas (San Francisco)? Com certeza, os cientistas monitoram e se preocupam, e muito, com essa falha que um grande sismo poderá dividir um Estado Americano e até mesmo mudar o eixo da terra, pois o mesmo teria ou acontecerá com dimensões apocalípticas.

Nos acostumamos a ver as coisas somente do ponto científico ou associado ao aquecimento global, e poucos tem se dado contas que esse intrincado de fenômenos e acontecimentos na sociedade, fazem parte de gatilhos que o ETERNO já havia montado assim que houve a queda do homem no Jardim do Eden.  

 

HÁ UM PLANO DA PARTE DE DEUS

  Infelizmente, nosso planeta, que está quase morrendo, não se recuperará. Aqueles que fazem tanto para proteger os chamados... "mãe terra", terão de aceitar que seu fim será desastroso, não por contaminação, nem pelos cortar das árvores, mas Deus irá limpá-lo de tanto pecado. O apóstolo Pedro diz:

"Mas o dia do Senhor virá como um ladrão na noite; em que os céus passarão com um grande ruído, e os elementos queimados serão destruídos, e a terra e as obras que estão nele serão queimadas. Como todas essas coisas devem ser desfeitas, como você não pode caminhar em modo de vida sagrado e piedoso, esperando e se apressando para a vinda do dia de Deus, em que os céus, iluminados, serão desfeitos e os elementos sendo Eles serão queimados! "(2 Pedro 3: 10-12).

Mas ... qual é a esperança para seguidor do Messias?

"Mas nós (que confiamos) esperamos, de acordo com suas promessas, novos céus e novas terras, nas quais a justiça habita. Portanto, amado, esperando as coisas, seja diligente para ser achado por ele impecável e irrepreensível em paz "(2 Pedro 3: 13,14).

    Embora seja doloroso ler e ver, através da imprensa em massa, o que aconteceu em Nova York e pensar sobre o número de inocentes que morreram sem sequer imaginar o que os esperava, nós, como filhos de Deus, devemos saber que o que aconteceu é como se o Senhor nos disse ... "Estou muito perto de levá-lo comigo, mantenha-se firme na confiança, não se desesperem, tentem compartilhar com o maior número de possíveis as Boas-novas da Salvação. Deixe todo a desobediência que possa manchar o vosso testemunho, porque já comecei a contar a regra para abrir caminho para o arrebatamento da igreja ".

ao AGNALDO DA 26 nov, 2017

O termo usado da religião e da cultura do povo judeu desde o tempo do retorno do exílio até os dias atuais, mas especialmente da era macabeu. 'Judaísmo Precoce' é muitas vezes datada de 167 a.C., quando o templo foi profanado (2 Mac. 6: 4 ). Nos três séculos, judaísmo era pluralista, abraçando nacionalistas como os Hasmoneans, apocalípticos que escreveram o livro de Daniel, Quietistas como os essênios, bem como os fariseus e saduceus. Havia também herodianos (Mc 3: 6 ), que entrou em amizade com a família real, e Zalots que 'saiu' durante a revolta judaica de 66-73 d.C., e lutou contra os romanos e os heterodoxos samaritanos. Havia muitas disputas, mesmo dentro do grupo fariseu, sobre como a Lei (TORAH) devia ser aplicada, porem, mais tarde literaturas rabínica tenderam a generalizar disputas para as escolas rivais de Hillel e Shammai. Jesus tinha muitos conflitos com os fariseus embora ele também foi visitar um, de acordo com alguns deles (Lucas 7: 36 ; 14: 1 ). Mas a amargura entre 'Igreja' e Sinagoga no momento da composição dos evangelhos podem ser responsáveis por condenações severas de Mateus. 23 etc., e o retrato de algunns judeus como assassinos cujos filhos vão sofrer as consequências de seus pecados (Mat. 27: 25).

No concílio de Jâmnia (teria sido um concílio rabínico farisaico, realizado entre o final do Século I d.C e o início do Século II d.C.), os fundamentos do Judaísmo foram estabelecidos. No meio de toda a diversidade do judaísmo, os elementos comuns foram o rito da circuncisão, a observância do sábado, veneração da Torah (Lei), a obrigação de o Templo mantendo-se, e adoração do único Deus e rejeição de todas as imagens; E assim a determinação de manter a distinção judaica.

 

Ministério Espírito de Vida;

Pr. Agnaldo Santana

Dia 03 de janeiro de 2017-01-02.

Sistema MEV de Evangelismo Mundial.

ao AGNALDO DA 10 nov, 2017

“Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa”. Hebreus 10:36

A Palavra de Deus promete que o homem paciente será perfeito e completo, e não lhe faltará coisa alguma. (Tiago 1:4). Um homem paciente é um homem poderoso, mesmo que as pessoas apresentem um comportamento difícil e desafiador ele se mantém amoroso e com bons pensamentos.
  __Sem paciência não podemos perseverar para vermos os resultados de nossa fé.

  __Não recebemos nada após cremos imediatamente.

Existe um período de espera no tocante a receber de Deus. É durante este período que nossa fé é testada e purificada. Só experimentaremos a alegria de vermos aquilo que cremos se perseverarmos e esperarmos pacientemente.
A paciência não é apenas a habilidade de se esperar, mas também a de se manter uma boa atitude enquanto se espera. Esperar é uma parte da vida que não pode ser ignorada. Vamos passar uma boa parte de nossas vidas esperando; se não aprendermos a fazer isto bem (pacientemente), seremos miseráveis. Deus é tão paciente conosco. E devemos imitá-lo.
Se encoraje a buscar efetivamente a paciência. Isto te levará para a dimensão do poder de Deus.

Ore assim:
“Senhor, me ajude a exercitar todo tipo de paciência, perseverança e longanimidade com alegria abundante (Colossenses 1:11). Em nome de Jesus, amém”.


ao AGNALDO DA 08 nov, 2017

Tantos acontecimentos sobrenaturais têm envolvido a esfera terrestre, nos últimos anos, sendo algumas delas: Terremotos com uma freqüência já mais vista, chuvas em excesso em diversas partes do mundo desabrigando e matando muita gente, neves caindo em proporções avassaladoras, o calor quando chega é insuportável, é derretimento das calotas polares, etc. E, para confundir ainda mais os sábios da terra, homens que acham que passaram a deter o controle do sistema motor e físico do planeta... Levantam-se de debaixo das geleiras na Islândia, cinzas de um vulcão, que ultrapassam até as nuvens!

Os Jornais, sem ter escolha, e sem perceberem, são obrigados a fazerem menção ao cumprimento das profecias escritas na Bíblia Sagrada, ao publicarem; Maior caos aéreo da história deixa 30 milhões de passageiros sem voar . Diz a Bíblia: “ Pelo que farei estremecer os céus; e a terra se moverá do seu lugar, por causa do furor do Senhor dos Exércitos e por causa do dia da sua ardente ira” (Isaías 13:13). Está é uma profecia que foi predita, cerca de 700 anos antes de Jesus Cristo vir a esta terra, mas, o próprio Jesus também disse: (..) E haverá fomes, pestes, e terremotos, em diversos lugares. Mas todas estas coisas são o principio das dores (S. Mateus 24:7 e 8). Observemos esta frase dita pelo Senhor Jesus; são o principio das dores . Porque principio? Então vai ficar pior? Sim! Os próprios cientistas têm chamado a atenção da população mundial, para o aumento do calor nos anos que se seguem, os perigos que rondam as cidades costeiras ao mar, e para estarem preparados a acontecimentos jamais vistos. Então, isto nos prova que tudo que já estamos presenciando, vai ficar pior a cada dia que passar. Sendo assim, o que já estamos vendo são; inicio de dores , principio de sofrimentos da raça humana. Alguém pode argumentar: Não vejo sofrimento nisso, isso é algo que não mexe comigo. Não mexe com você, até que alguma destas catástrofes não atinja sua vida ou da sua família! Quantas pessoas estão sofrendo neste exato momento, por haverem perdido tudo que tinham, inclusive, pessoas que tanto amavam? Pense nisso! Amanhã pode ser você.

Como já disse, o mundo está perplexo com o maior caos na história da aviação. E não foi por desaceleramento da economia mundial, nem por golpes de sistemas terroristas, mas sim, por algo inimaginável, e que foge totalmente do controle de governos ou facções, ciência ou trabalhador comum. Todos terão que prostrar-se diante do ímpeto da natureza, que é um dos exércitos do Deus criador dos céus e da terra: ”Sim, fizeram os seus corações como pedra de diamante, para que não ouvissem a lei, nem as palavras que o SENHOR dos Exércitos enviara pelo seu Espírito por intermédio dos primeiros profetas; daí veio a grande ira do SENHOR dos Exércitos” (Zacarias 7:12),  “Olhando Ele para a terá, ela treme; tocando os montes, eles fumegam” (Salmos 104:32).

Na segunda semana do mês de Abril de 2010, são 30 milhões de pessoas, com sua maioria na Europa, impossibilitadas de se deslocarem para seus compromissos, suas ferias ou retornarem as suas cidades por causa do vulcão na Islândia lançando cinzas nas nuvens, cortando assim, o espaço aéreo das aeronaves. Queira ou não, esta é uma situação embaraçosa para governos e cientistas. Tendo como única opção, dar explicações à população, mediante o que sabem tipo: O vulcão fica embaixo de uma geleira e é por isso que a nuvem de fumaça que cobriu a Europa é tão escura e gigante. Quando a lava entra em contato com o gelo, ela esfria rapidamente, há um choque térmico, e esse material explode, espalhando vapor e cinzas do vulcão. Essas partículas sobem para atmosfera e são carregadas pelas correntes de vento em direção à Europa. E por que as explosões são mais intensas do que o normal? Os cientistas dão suas explicações: “provavelmente existe uma quantidade maior de gás misturado ao magma do que em outras erupções”(fonte: Rede Globo).

 :: Provavelmente existe ::

Esse, Provavelmente existe... Deve ser o centro das nossas atenções, mediante as profecias preditas na Bíblia Sagrada. Por quê? Porque, Deus sempre utilizou coisas aparentemente fúteis, seres e coisas que são menos apreciados aos olhos e entendimentos humanos. Um exemplo; Quando Deus propôs tirar seu povo do Egito, ele permitiu o endurecimento do coração de Faraó, para nos mostrar a grandeza do seu poder mediante as coisas pequenas e desapreciadas. Ele não teve que recorrer a um exército de anjos, nem a um exército de israelitas, nem de foguetes, nem de bombas de qualquer poder de destruição, mas, optou em descentralizar, os meios sustentáveis do homem: Primeiro, Ele transforma as águas em sangue. Segundo usa rãs para perturbar a paz dos egípcios. Terceiro, recorre a piolhos, depois; moscas, saraiva, gafanhotos, trevas... Tudo aquilo que não causava temor, Deus transformou em um Exército para demonstrar seu poder e controle sobre tudo e todos. Muito depois, Ele mesmo, o SENHOR dos Exércitos, fala para um profeta seu escrever: Assim diz o SENHOR: Maldito é o homem que confia nos homens, que faz da humanidade mortal a sua força, mas cujo coração se afasta do SENHOR! (Jeremias 17:5 - NVI). Será se isto não vem de encontro a nossa geração, que por ter alcançado muitos êxitos nas ciências humanas, na robótica, nos armamentos bélicos, e na física, tem tornado-se, autoconfiantes em si mesmos, a ponto de fazerem do seu braço um escudo de ferro, um deus que pode e controla tudo? Enquanto Faraó se sentia poderoso e dominador, por ter construído os melhores carros de guerra da época, por possuir os melhores homens entendidos em física e religião; Deus, o Criador dos céus e da terra, mostrava-lhes, quão sem valor, diante do seu poder, são todas estas coisas aparentemente grandes aos olhos humanos.

Vivemos diante de um avanço cientifico, jamais visto ou vivido por gerações passadas. Uma corrida para o saber desenfreada. Se não estudar muito, está fora do mercado de trabalho, ou seja, não será útil, porque não poderá colaborar para novas descobertas de como podemos desvendar os mistérios do corpo e do universo! Isso por si só, cumpre outra profecia escrita na bíblia, muito antes de Cristo nascer: E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até o tempo do fim; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará (Daniel 12:4).

Muito depois que foi escrita esta profecia, descobrimos que: As placas tectônicas ao se moverem fortemente, causam os terremotos; Os centro de baixas pressões, causam os Ciclones; O magma que se encontra dentro das camadas magmáticas a cerca de 150 Quilômetros de profundidade da terra, estando sob alta pressão, algumas vezes, emerge através das fendas na forma de lava fluente e fluxos piroclásticos, causando o chamado VULCÂO. E isso quem puder me prove que não é avanço da ciência, que não depende do muito estudar, e que não faz parte do cumprimento desta profecia de Daniel capítulo 12!

O irônico, é que cada vez que o homem descobre coisas novas, que se sente mais entendido do seu habitat (a terra), do seu físico, e do universo... ZUUPT! Algo novo e descontrolado pula das camadas centrais da terra ou das nuvens ou das profundas águas deixando prejudicados 30 milhões de pessoas, em um sôo instante, e 6,5 bilhões pasmadas nos quatro cantos da terra.

Esse é um Deus para ser temido! Um Deus que pega um exército de rãs, de piolhos; pega gases existentes no centro da terra, faz fogo nos seus altares pega as cinzas e lança nas nuvens para bloquear as atividades do homem, para confundir a sabedoria dos sábios, deixá-los atônito, sem transporte de larga escala, sem moradia e sem previsão de calmaria. GLÓRIAS AO DEUS SOBERANO, QUE CRIOU TODAS AS COISAS E DETEM O PODER DELAS. AMEM!

Isso é o que está ocorrendo neste exato momento em muitas partes do mundo; Dezessete mil vôos foram cancelados em toda a Europa , O Brasil e muitos outros países, tiveram seus vôos cancelados para os principais pontos de turismo e trabalho do mundo; A EUROPA. A imprensa fica impressionada com aeroportos que chegam a trafegar 180 mil passageiros em um só dia fechados. Só em Londres, já somam, mais de 1500 aeronaves presas em solo, por causa da ameaça desconhecida que vem das profundezas da terra. Até cobriram as turbinas dos imponentes aviões, por causa do perigo que estar no ar, as CINZAS DO VULCÃO vindas da Islândia. E deu, naquele mesmo dia, um sinal, dizendo: Este é o sinal de que o SENHOR falou: Eis que o altar se fenderá, e a cinza, que nele está se derramará(1 Reis 13:3).

Não poderá o homem se esconder do poder e do controle do Senhor Deus. Por mais que cresça em conhecimentos e desenvolvimento, precisará reconhecer que; Só O SENHOR É DEUS!

O Maior desejo deste Deus que criou os céus e a terra, é que o homem, feito imagem e semelhança dos seres celestiais, sejam obediente e temente aos seus mandamentos. Do contrário, sempre vai estar debaixo da ira do Senhor, até que Ele resolva por fim a esta geração. “ Não tenho prazer na morte do perverso, mas em que o perverso se converta do seu caminho e viva ” (Ezequiel 33:11).

Sigamos em conhecer e obedecer as suas leis, pois tão certo como nasci o sol a cada manhã, ele virá para separar o joio do trigo, o justo do injusto.

 

Pr. Agnaldo Silva, Presidente;

 MEV - Ministério Espírito de Vida, e Studio CS3

ao AGNALDO DA 02 nov, 2017

A Bíblia Sagrada apresenta o padrão para que uma pessoa possa andar conforme a verdadeira vida Cristã. E esse paradigma não deve ser confundido com uma vida sem pecado nem magistral, mas insigne. Encontramos esse modelo de vida, nas palavras de um dos mais jovens apóstolos de Cristo, João, o homem que escreveu para a igreja primitiva: “Se, porem, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros...”. Nesse versículo encontra-se inserida a eximia frase que exprime a verdadeira condição para se obter, e manter, uma vida de encontro à perfeita salvação; “andar na luz”. O Pai Celestial habita na Luz; essa é uma figura de linguagem que tem a intenção de nos clarear a mente de quão esplendorosa é a sua santidade.

Mesmo esse padrão se colocando permanentemente a frente do cristão, não o torna imune do pecado, como Deus o é. Por quê? Porque constantemente, e enquanto nessa vida, o cristão enfrenta três inimigos; o mundo, a carne e o diabo.

O Mundo

A Bíblia afirma que satanás é o deus desse mundo e a força que controla a humanidade. E, uma das suas principais característica é falsificar; “Sabemos que somos de Deus e o mundo inteiro jaz no maligno” 1 João 5:19.  Por isso que o cristão precisa fazer uso, constantemente, da arma chamada conhecimento, “nunca ignorando suas intenções e investidas – 2 Coríntios 2:11”. Devemos fazer uso da verdadeira fé. Ter fé é acreditar sem duvidar nas instituições escritas através do Santo Espírito, envolvendo todo ensinamento como uma veste, para não ser enganado pelas artimanhas do diabo, mantendo assim, o corpo envolto pela luz. Como disse o apostolo Paulo aos Efésios; “Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis” (Cap. 6 v.13).

A Carne

O apostolo escrevendo aos Gálatas, vai direto ao ponto, lhes mostrando seus erros e como eles eram dominados pelos desejos e prazeres do corpo: “Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem; idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes” (cap. 5 ver.19-21).    O conceito, carne, é aquele principio do pecado que está em cada um de nós. Razão pela qual encontramos escrito: “Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós” 1 João 1:8. Porem, para manter o corpo em luz, precisará confessá-los todo pecado que houver, a fim de não perder a comunhão, de não sair da presença daquele que habita na luz. Assim, o sangue de Cristo derramado na cruz é o que purificará (1 João 1:7b).

O diabo

Satanás faz uso da sua sagacidade e estratégias para derrubar aquele que anda na luz. Razão, justa, pela qual a bíblia nos ensina "Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do diabo" Efésios 6:11. Mesmo o cristão estando na luz, nunca deverá subestimar a força e artimanhas que o diabo fará. Deverá manter uma vida, constantemente em vigilância e em oração, para não fracassar na fé, principalmente naqueles momentos de dificuldades, problemas, dores, tentações e etc. Conscientes que tudo isso fazem parte da vida dos que andam na luz. Daqueles que produzem bons frutos. Aconteça o que acontecer... permaneça na luz. E gozará da promessa “Àquele que vencer e fizer a minha vontade até o fim darei autoridade sobre as nações” Apocalipse 2:26. AMÉM!

Mais Posts

Comunidade Messiânica Yeshua

ao AGNALDO DA 10 dez, 2017

Prólogo:

“Quando lemos ou escutamos esses "ótimos" líderes evangélicos que louvam o Papa e afirmam que a Igreja Católica é cristã ortodoxa, nos perguntamos: o que está acontecendo? Poderia ser que os cristãos que foram massacrados pela Inquisição por contrariar os dogmas anti-bíblicos de Roma finalmente foram errados?”.

 O Sr. Paul Crouch, agora falecido, que era dono da Trinity Broadcasting Network, disse: "Cheguei à conclusão de que Martinho Lutero cometeu um grave erro. Ele nunca deveria ter deixado a igreja católica romana. Estou erradicando a palavra Protestante do meu vocabulário. É hora de os católicos e os não-católicos se unirem como uma pessoa no Espírito".

Calendário profético 2017

O ano de 2017 foi preenchido com aniversários apocalípticos e com implicações proféticas. Os estudiosos das profecias se perguntam: poderia este ano ser o ano em que uma ou mais das antigas profecias da Bíblia serão cumpridas? É isso que vou tratar a seguir, identificando e mencionando os aniversários apocalípticos que tiveram cumprimento neste ano de 2017 e suas possíveis implicações proféticas.

1. Os cem anos do colapso do Império Otomano, que aconteceu em 1917 e preparou o território de Israel para o retorno do povo judeu.

2. Os cinquenta anos da reunificação de Jerusalém em 1967, que pavimentou o caminho para a construção do templo e até da tribulação que as profecias descrevem, que vão ocorrer, antes do Messias retornar.

3. O cumprimento dos cem anos das aparições de Fátima, manifestações demoníacas que serão usadas por Satanás para estabelecer a Igreja Católica como a religião global simbolizada pela prostituta de Apocalipse capítulo 17.

4. O septuagésimo aniversário do Plano de Partição da Palestina. Em 29 de novembro de 1947, a Assembléia Geral das Nações Unidas, reunida em Nova York, aprovou a Resolução 181, que recomendava um plano para resolver o conflito entre judeus e árabes na região da Palestina, que estava em esses momentos sob a administração britânica. Isso abriu o caminho para o retorno dos judeus à sua terra ancestral. Muitos especialistas em profecia biblicas acreditam que a restauração do estado judeu foi o momento em que a ampulheta do mundo tomou seu último turno e o cronômetro dos últimos tempos começou a marcar os últimos dias.

5. Os 3.500 anos do aniversário do ano do Jubileu estabelecido pelo Criador no capítulo 25 de Levítico. O “ Ano do Jubileu ” é quando o povo judeu e a terra de Israel serão libertados de toda dívida e servidão como sinal de sua total confiança no Senhor.

6. O quinto centenário da Reforma Protestante. O Papa comemorará este aniversário como parte da campanha da Igreja Católica para abraçar outras religiões ecumênicas. Isso preparará o cenário para que a Igreja Católica Romana se torne a religião mundial representada como uma “Ramera – A Grande Prostituta”, no capítulo 17 de Apocalipse.

Além disso, não teve nenhum registro em anos que já passaram durate o século XXI, como este de 2017, até por considerarmos que foi marcado por todos os tipos de catástrofes naturais e desastres. Em agosto, o furacão Harvey atacou várias áreas no Atlântico e, no dia 25, atingiu o Sudeste do Texas por vários dias, deixando para trás 33 mortos e mais de 30 mil pessoas sem-teto. Os especialistas dizem que foi a maior tempestade em termos de chuvas já observadas em qualquer lugar nos Estados Unidos, o furacão mais poderoso para atingir o território dos EUA em 13 anos e o mais feroz que chegou ao Texas desde 1961.

O furacão Maria foi considerado o pior desastre natural para a República Dominicana e a Martinica, causando danos catastróficos e uma crise humanitária em Porto Rico, é considerado o décimo furacão mais intenso registrado no Atlântico. Foi o primeiro e maior, e um dos mais poderosos que se desenvolveram no Atlântico Oeste. Ele impactou as ilhas do Caribe, Flórida, Antilhas Menores, Porto Rico, Cuba e Espanhola, deixando em sua direção destruição, mortes e perdas materiais incalculáveis.

O terremoto no sudeste do México em 7 de setembro teve uma magnitude de 8,4 na escala Richter. O epicentro estava localizado no Golfo de Tehuantepec, perto da fronteira entre a Guatemala e o México, sendo notável nos dois países, como em El Salvador e Honduras. É o tremor mais forte registrado no México desde o terremoto de Jalisco-Colima. Quinze minutos após o terremoto, as ondas do mar subiram a três metros da costa de Chiapas. Deixou um total de mais de cem vítimas e até 14 de setembro, 2.057 réplicas foram registradas. O da maior magnitude foi de 6.1. Este terremoto tem sido o mais forte do mundo desde o terremoto no Chile em 2015, que teve uma magnitude de 8,4.

Em 19 de setembro, outro terremoto poderoso atingiu o México. O terremoto de magnitude 7.1 na escala Richter foi sentido na Cidade do México e causou pelo menos 144 mortes, assim como foram 32 anos após o poderoso terremoto que causou milhares de mortes na Cidade do México. A agitação causou o colapso de dezenas de edifícios em diferentes áreas da Cidade do México. Enquanto o furacão Irma atingiu a Flórida e as ilhas do Caribe

Não podemos nos esquecer do31 de outubro, centenário da Reforma:

Outro dos eventos de grande importância que são comemorados este ano é o quinto centenário da Reforma. O início da Reforma Protestante data de 31 de outubro de 1517, quando Martinho Lutero publicou suas 95 Teses. O mundo mudou por causa da Reforma, e os verdadeiros cristãos devem comemorar este grande evento e seu legado.

A palavra "Protestante" é originária da palavra raiz "protesto". Martin Luther, que era teólogo e frade católico agostiniano, protestou contra as práticas católicas e seus abusos generalizados, enquanto um coro de leigos se uniu para protestar contra Roma.

Entre a era do Novo Testamento e o século XVI, o catolicismo romano estabeleceu o monopólio do cristianismo na Europa Ocidental, abusando da sua posição. Muitas de suas práticas parecem surpreender hoje, mesmo para os próprios católicos. Quais, por exemplo?  Eles celebraram a Missa latina, uma língua que os membros da igreja não entendiam. O texto da Bíblia era desconhecido para os paroquianos. Os governos estavam sujeitos ao papa. A maior parte da terra era propriedade da Igreja Católica. Os bispos viviam sob privilégios aristocráticos enquanto os camponeses apoiavam a igreja sob um sistema feudal que explorava seu trabalho, enquanto que os críticos foram torturados e executados.

Já que a grande maioria não conhecia as Escrituras, o que definiu o cristianismo foi reduzido a tradições, ícones, estátuas, imagens, tapeçarias, pinturas e relíquias. Hoje, tanto os protestantes quanto os católicos consideram a religião católica, dos anos 1500, como algo completamente estranho ao que agora é aceito como "Cristianismo".

Os protestos que desencadearam o catolicismo se espalharam rapidamente pela Europa. O protestantismo conseguiu porque tinha que ser assim. O catolicismo trouxe tudo isso consigo próprio, ao não proporcionar uma experiência cristã genuína para o homem comum. Ao mesmo tempo em que os senhores; Lutero, Calvin, Knox, Zwingli, Simons e outros começaram a se opor aos abusos do clero católico, havia milhares de pessoas comuns que desejavam ser libertadas de seu governo.

A Igreja Católica Romana foi alterada pela Reforma Protestante. A resposta dela foi a Contra-Reforma no ano de 1545. Entre 1545 e 1563, o Concílio de Trento realizou 25 sessões para abordar a necessária reforma da igreja. Além de condenar o protestantismo, o conselho esclareceu a doutrina católica, reformou a administração eclesiástica, aboliu alguns abusos que afetaram a venda de indulgências, estabeleceu uma educação clerical mais rigorosa e regras residenciais, afirmando que a Igreja Católica foi o único árbitro a interpretar o significado das Escrituras e dar explicação as relações de fé e obras, tudo isso a fim de contrariar a doutrina de Lutero, quem assegurava que “a salvação é obtida apenas pela confiança”.

Ele também reafirmou muitas práticas que os reformadores consideraram ofensivas: entre elas a veneração de santos e relíquias, as peregrinações, as indulgências e a adoração da Virgem Maria. A Contra-Reforma foi prolongada até o ano de 1648, quando a Guerra dos Trinta Anos terminou. Ele abordou a reconfiguração da estrutura da igreja, estabelecendo ordens religiosas e respondendo a movimentos espirituais e reformas políticas.

Foi assim que a Reforma Protestante, fora do catolicismo, e a própria Contra-Reforma interna entre os católicos acabaram por reformar o cristianismo, que por sua vez revitalizou e deu maior relevância à vida do homem comum. Considerando que antes que a maioria das crenças "cristãs" fossem determinadas pela simples superstição, depois da Reforma os crentes começaram a entender, até mesmo para discutir o significado dos ensinamentos do Senhor Yeshua “Jesus Cristo”. Uma vez que os líderes protestantes traduziram e publicaram a Bíblia na linguagem do homem comum, o clero distante e educado perdeu seu monopólio de acesso e o único direito de interpretar as Escrituras. Cada alma tinha o direito de ler a Bíblia por si só.

A sociedade européia foi transformada pelo despertar da Reforma Protestante. Essa transformação se estendeu ao Novo Mundo e à América do Norte, aqueles que foram inicialmente colonizados por protestantes puritanos que chegaram fugindo da opressão na Europa. O governo dos Estados Unidos refletiu os valores protestantes e, em troca, o exemplo de sua política acabou transformando o governo europeu. Com a passagem do tempo, o mundo inteiro foi influenciado, direta e indiretamente, pelas mudanças provocadas pela Reforma Protestante.

A questão que ainda prevalece é, será que a Reforma foi o suficiente para protestar e reformar um cristianismo apóstata? Roger Williams, um teólogo e reformador puritano, que em 1638 fundou a Primeira Igreja Batista nos Estados Unidos, conhecida como a Primeira Igreja Batista da Providência, acertou ao dizer que; a Reforma nunca poderia devolver o cristianismo ao seu estado original, pois, para Isso acontecer, era necessária uma restauração. Isso era algo que, segundo ele, só Deus poderia fazer novamente.

Muitas pessoas concordaram que uma restauração era necessária e vários homens cristãos se propuseram a restaurar a igreja, aos padrões da primitiva original. Entre eles estavam Thomas e Alexander Campbell, pai e filho, que são considerados promotores do chamado Movimento de Restauração nos Estados Unidos durante o século XIX, embora aquele com maior impacto tenha sido Alejandro Campbell. Os grupos fundados por esses pregadores foram unidos em um movimento que tentou restaurar a igreja aos princípios originais. No entanto, na ausência de uma estrutura centralizada, a unidade entre eles durou apenas por algum tempo, embora tenham conseguido realizar uma convenção nacional em 1849, da qual emergiu a Sociedade Missionária Cristã Americana.

DIAS ATUAIS DO QUE SE CHAMA “Cristianismo”

Hoje, o cristianismo é um mosaico fragmentado e inconsistente de seitas denominacionais, muitos dos quais afirmam que só eles possuem a verdade, embora, ao longo dos anos, multidões de pensadores cristãos tenham desejado que o cristianismo abandone suas disputas e retorno, plenamente, para a pura adoração.

Em outubro de 2016, líderes mundiais de católicos e luteranos assinaram uma declaração conjunta em um serviço de oração ecumênica para comemorar a Reforma, afirmando que:

O que une as duas tradições é maior que o que as separa.

Mas não foi só isso, centenas de líderes protestantes de todas as denominações, tanto nos Estados Unidos, na América Latina como no resto do mundo, deram seu apoio incondicional ao Papa.

Para a comemoração deste quinto centenário da Reforma, milhares de "crentes" também estão protestando contra o estado atual do cristianismo e clamando novamente pela reforma. Três reuniões importantes serão realizadas no final deste ano, em que isso será discutido e uma tentativa será feita para consertar a situação atual das coisas, para que os cristãos alcancem a unidade.

Vinho com mistura azeda

Este é o maior engano espiritual que está ocorrendo em nossos dias, que está sendo perpetrado por centenas de líderes evangélicos através de sua aliança e união com a Igreja Católica Romana. Agora eles vêem os católicos como seus irmãos e irmãs em Cristo, que não precisam ser evangelizados. Os líderes evangélicos que antes eram defensores da mensagem evangélica bíblica agora defendem os ensinamentos não bíblicos do catolicismo romano.

O documento que os católicos e os evangélicos assinaram em março de 1994, e que foi intitulado católicos e evangélicos unidos, a missão para o terceiro milênio, é em essência uma negação das Boas novas. Em nenhum lugar neste documento, encontramos explicações das Boas novas com precisão conforme narra as Escrituras Sagradas.

O falso escritor cristão Dave Hunt, em seu boletim de março de 1994, The Berean Call, escreveu o seguinte sobre a assinatura do documento: "Eu não contesto os motivos nem pergunto a salvação dos evangélicos que o assinaram. No entanto, acredito que este documento representa o golpe mais devastador contra o Evangelho nos últimos mil anos ... Surpreendentemente, este documento afirma que todos os católicos são cristãos, que têm a mesma fé que os evangélicos e que são nossos "irmãos e irmãs". irmãs em Cristo ". Se assim for, a Reforma Protestante foi um erro trágico que todos devemos renunciar! ... Por mil anos antes da Reforma, sempre houve um grupo de cristãos evangélicos fora da Igreja Católica, milhões de pessoas mortas, por obedecerem as Escrituras em vez de se submeter a Roma. Somente o Papa Pio terceiro, assassinou sessenta e cinco mil cristãos em um único dia, quando seus exércitos varreram a cidade de Beziers, França, um ato que foi considerado por ele como "o feito que coroou seu papado".

Ecumenismo, o Perigo!  

Grandes mudanças começaram a tomar forma na igreja evangélica desde o início do século XX. Em 1901, o movimento pentecostal começou na Escola Bíblica de Betel, de Charles Parham, em Topeka, Kansas, quando Agnes Ozman começou a falar em "línguas" após a imposição das mãos.

Em 1914, Charles Shumway procurou diligentemente evidências para provar que essas primeiras "línguas pentecostais" eram línguas reais, mas não conseguiu encontrar uma pessoa para corroborar tais afirmações. Quando o missionário Alfred Goodrich Garr viajou para a Índia e tentou falar com pessoas em línguas sobrenaturais, descobriu imediatamente que não podia se comunicar. No entanto, o que a grande maioria ignora é que Parham, o fundador do pentecostalismo, acreditou e pregou heresias doutrinárias.

Em meados do século XX, muitos no movimento pentecostal e entre os liberais e os modernistas, vendo a falta de interesse e o baixo comparecimento dos seus fiéis em suas reuniões de adoração, começaram a unir, pregar e ensinar uma teologia mais tolerante, mais branda. Foi assim que eles introduziram diferentes atividades em suas igrejas sob o pretexto de mostrar preocupação com o evangelismo do mundo. Certos métodos foram alterados, enquanto sistemas e estudos foram desenvolvidos para o jovem, o comerciante, o atleta, o político, a estrela de cinema e outros.

Em vez de se manter fiel ao Messias e à sua Palavra, em nome da união, começaram a ignorar a pura doutrina. Este novo movimento conhecido como “ ecumênico carismático ” começou em meados do século passado e o termo tem sido usado por organizações internacionais de diferentes denominações, agências interdenominacionais e até grupos eclesiásticos.

O Conselho Nacional de Igrejas de Cristo nos Estados Unidos, e o Conselho Mundial de Igrejas, com sede em Genebra, Suíça, são talvez os mais conhecidos. O ecumenismo, como uma tendência no cristianismo, tem como objetivo unificar as igrejas. Usando comunhão e companheirismo como base, eles consideram; o amor superior à sã doutrina . Eles acreditam que é necessário reexaminar os fundamentos da fé com uma mente aberta. Eles duvidam da infalibilidade das Escrituras e questionam sua inspiração divina.

  • Eles substituem o motivo do homem pela revelação de Deus.
  •  Eles deturpam a Palavra de Deus.
  • Eles torcem as Escrituras para acomodá-las a descobertas científicas e teorias, incluindo a teoria da evolução.
  • Eles tentam cristianizar idéias e crenças pagãs.

Seu objetivo é a glorificação da filosofia, psicologia, psiquiatria, astrologia e assim por diante. Eles pregam uma " mensagem positiva " e, muitas vezes, fazem declarações como esta: "Deus me chamou para ganhar almas, não para criticar os outros".

Com grande emoção das músicas mundanas, atraem muitos, já que não lhes é mostrado as desobediências contra o Criador deste Universo. Eles raramente ensinam o verdadeiro arrependimento e muito menos pregam contra o erro. Eles não gostam de separação. Eles encontram mais companheirismo entre aqueles que participam de prazeres mundanos, do que entre aqueles que seguem a santa doutrina bíblica da separação. Eles consideram a igreja, apenas como uma instituição de caridade, na melhor das hipóteses, enquanto outros como um clube social.

Eles tentam mais e mais fazer da Igreja um instrumento de mudanças sociais através de programas humanitários. Sem pensar ou querer deixar de segui-los, avançam na mesma direção que os católicos e membros de outras seitas. Eles se comportam como mundanos. Eles realizam negócios desonesto. Eles se identificam da mesma maneira das pessoas do mundo, não apenas com suas ações, mas também com sua maneira de se vestir e falar. Eles pregam e ensinam a teologia da melhoria de vida, dando ênfase, que os patriarcas e até o Messias eram prósperos. Eles introduziram uma variedade de rituais e sinais idólatras, como as supostas curar milagrosas, risadas sagradas, dança sagrada e uma grande quantidade de manifestações extravagantes e não bíblicas.

Mesmo a Igreja Católica e muitas denominações evangélicas dão seu apoio incondicional a homossexuais, lésbicas, transgêneros e até mesmo ordenaram ministros e pastores, que praticam essas abominações, considerando aqueles que se opõem a eles como "religiosos intolerantes".

Os líderes atuais

Quando lemos ou escutamos esses "ótimos" líderes evangélicos que louvam o Papa e afirmam que a Igreja Católica é cristã ortodoxa, nos perguntamos: o que está acontecendo? Poderia ser que os cristãos que foram massacrados pela Inquisição por contrariar os dogmas anti-bíblicos de Roma finalmente foram errados?

Por exemplo, o Sr. Billy Graham, que é tão estimado pela igreja evangélica, tem muitas vezes louvado os líderes católicos. Nas páginas 59 e 60 do Dr. R.L. Hymers Jr., publicado em inglês Predicando uma Nação Agonizante, é gravado em grande detalhe, que o Sr. Graham elogiou o Papa João Paulo II, referindo-se a ele como um grande líder moral e um grande evangelista, acrescentando que a Madre Teresa de Calcutá e suas freiras eram ótimos exemplos de cristianismo.

O Sr. Paul Crouch, agora falecido, que era dono da Trinity Broadcasting Network, disse: "Cheguei à conclusão de que Martinho Lutero cometeu um grave erro. Ele nunca deveria ter deixado a igreja católica romana. Estou erradicando a palavra Protestante do meu vocabulário. É hora de os católicos e os não-católicos se unirem como uma pessoa no Espírito ".

Há literalmente milhares de grandes líderes americanos e hispânicos que louvam o catolicismo e que declararam seu apoio incondicional e cooperação ao atual Papa Francisco.

  Uma igreja emergente

 Mesmo com esses movimentos, outro foi inadvertidamente crescendo ao mesmo passo de uma gestante: a igreja emergente. Esta igreja continua a se esforçar para trazer "uma nova reforma". Atrás é uma estratégia e uma manobra bem desenhadas pelo príncipe deste mundo, o inimigo de nossas almas, para tirar literalmente a verdadeira confiança de milhões “ E digo isto, para que ninguém vos engane com palavras persuasivas” - Colossenses 2:4.

Este novo movimento, embora não tão novo, desde que começou na década de 1950, quase paralelo ao movimento ecumênico, não faz uso da Bíblia como um meio teológico ou como uma medida para medir a vara da verdade e os padrões pelos quais se deve viver.

Em vez de permitir que a Bíblia dê forma à vida cristã, são os cristãos que moldam a Bíblia.

Nos ensinamentos da igreja emergente, o espírito e a mensagem do evangelho são levados em consideração; a tradição do povo cristão; A cultura no meio do qual é teologizada. Em outras palavras, a própria Bíblia não é suficiente, mas deve levar em conta outros fatores, como a cultura, raça ou local de origem e história daqueles a quem se deva instruir, e esses fatores, adaptam a mensagem da Bíblia para que seja adequada a povos e gentes.

Mas não é só isso, a igreja emergente é de fato um retorno as práticas de Roma, um retorno completo à idolatria como os sacramentos, rituais da Quaresma, velas, imagens, ícones e toda a parafernália que vai com ele . As imagens de Jesus penduradas na cruz são muito comuns. Também os ícones de Maria e do bebê Jesus.

Na igreja emergente, as pessoas fazem o sinal da cruz, exatamente como os católicos. Experiências poderosas e ritos similares aos que ocorrem durante a idade do obscurantismo, é agora, o lugar do ensino expositivo da Bíblia. Tudo isso faz parte da igreja emergente que não é um movimento limitado aos Estados Unidos, mas também se espalhou na América Latina e no resto do mundo.

O coração e o núcleo da fé cristã são baseados no sangue derramado pelo Senhor Jesus Cristo no Calvário como a única expiação substitutiva aceitável para as desobediências da humanidade. A Bíblia diz que o salário do pecado é a morte - de tal forma que toda pessoa viva deve receber o castigo da morte espiritual, porque nenhum de nós está sem pecado, desde que nascemos com a nossa natureza pecaminosa intacta.

Brian McLaren, o líder mais proeminente dos Estados Unidos da igreja emergente, afirma em seu site que "a idéia de que Deus enviou seu Filho para sofrer uma morte violenta para nós é uma propaganda falsa para Deus".

McLaren também disse em uma entrevista: "Ouvi um conhecido líder cristão, cujo nome eu não mencionarei ... que disse algo assim:" O entendimento tradicional diz que Deus nos pede algo que ele mesmo não pode fazer. Ele nos pede para perdoar as pessoas, mas ele é incapaz de perdoar, porque ele não pode perdoar a menos que ele castigue alguém em lugar da pessoa que Ele perdoará. Deus não diz: "Perdoe a sua esposa, e então vá e chute o cachorro para desencadear a raiva. Deus de fato perdoa. Mas há o sentimento, o entendimento comum da expiação que apresenta um Deus incapaz de perdoar. A menos que ele chute outra pessoa. '"

Essa idéia de rejeitar o julgamento de Deus colocado Jesus em nosso lugar, não é exclusiva da McLaren. De fato, essa rejeição é integrada nos ensinamentos de muitos outros.

Precisamos reconhecer que a Bíblia é uma revelação de Deus, de si mesmo para o homem. É a nossa autoridade final e temos de aderir à verdade de seus ensinamentos: "Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas foi Ele que nos amou e enviou seu Filho como propiciação pelos nossos erros ... E vimos e testificamos que o Pai enviou o Filho, o Salvador do mundo "(1 João 4: 10,14). AMÉM!

 

Pr. Agnaldo Santana

Comunidade Messiânica Yeshua

Original; Pr. José Holowate

Data: 10 de dezembro 2017.

 

ao AGNALDO DA 27 nov, 2017

O dia, 11 de setembro de 2001 será lembrado como a "A maior tragédia já ocorrida nos Estados Unidos da América". Pelo menos muitos comentaristas pensam assim. Mas... até onde esse ocorrido poderá nos fazer perceber o que o Senhor chamou de "Princípios de dor?". O que posso afirmar, é que essa tragédia, daquele dia e ano, representa um sinal pálido do que está por vir. E, com certeza, não se trata de sensacionalismo teológico ou falso alarme. Trata-se de avisos bíblicos tão claros que até mesmo uma criança pode compreendê-los. Vamos ver algumas declarações do livro de Deus, a Bíblia:

"E você ouvirá sobre guerras e rumores de guerras; veja que você não está preocupado, porque tudo isso deve acontecer; mas ainda não é o fim. Porque a nação se levantará contra a nação, e o reino contra o reino; e haverá pestilências, e fome e terremotos em diferentes lugares. E tudo isso será o começo das dores "(Mateus 24: 6-8).

Não queremos pensar em tudo o que a Bíblia nos diz, de uma só vez. A idéia de que as coisas estão indo bem e que cada segmento da sociedade está encontrando seu lugar na complicada imagem do mundo, é falsa. A verdade é que as coisas não irão e não melhorarão. Uma sabotagem, uma ação suicida, embora seja muito dolorosa e alarmante para os homens, especialmente o nosso Continente que não sofreu as guerras do continente europeu, por exemplo, faz-nos procurar o porquê e como. Mas é muito raro que um político ou um religioso acostumado a sua rotina simplesmente tradicional, entenda o que vem pela frente ou como se preparar.

É bastante estranho que, uma vez que é praticamente impossível chegar a um avião com qualquer tipo de arma, ainda mais, acontecer em um país que está na vanguarda tecnológica. Tanto a bagagem de carga e de mão e os próprios passageiros são cuidadosamente examinados para evitar mesmo qualquer coisa que possa servir de arma. Como esses indivíduos alcançaram seus objetivos suicidas? Como é que eles não foram detectados? Estou ciente de que os Estados Unidos já advertiram uma e outra vez que um tipo de sabotagem de alcance até então desconhecido se aproximava. Isso significa que o serviço secreto e todas as autoridades redobraram seus esforços para detectar qualquer manobra nesse sentido. Por que eles não poderiam fazer isso? É possível que a sociedade seja tão vulnerável a uma imagem quanto o presente?

Não, isso certamente não será lembrado como "A maior tragédia no país (EUA)". Em vez disso, acredito que estamos enfrentando o que a Bíblia chama de "Princípio das dores". Tudo está preparado para ... "destruição súbita dessa geração". Jesus disse: "Porque aqueles dias serão uma tribulação tal como nunca foi desde o início da criação que Deus criou, até este tempo, e não haverá nenhum" (Marcos 13:19).

 O que vemos por enquanto é apenas uma amostra limitada de tudo o que está por vir. Isso não significa que os homens, a humanidade em geral, se arrependam e clamam a Deus. Não, não haverá tal coisa. Todos, políticos e psíquicos, religiosos e militares, sempre assegurarão que ... "não há necessidade de desespero, tudo está sob controle". Mas a versão de Deus é completamente diferente, porque ele nos diz que a morte se tornará tão comum em todo o planeta, que dois terços da humanidade perecerão por várias razões. Como guerras, pragas, fome, suicídio, terremotos, maremotos e terríveis manifestações do céu, manifestações que não temos idéia, exceto que o Senhor disse: "Então haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas, e em a angústia da terra do povo, confundida por causa dos rugidos do mar e das ondas, os homens falhando por causa do medo e da expectativa das coisas que virão sobre a terra; porque os poderes dos céus (espaço exterior) serão abalados "(Lucas 21: 25,26).

Qual é a esperança para aqueles que confiam nas palavras do Senhor? "Quando essas coisas começam a acontecer, levante-se e levante suas cabeças, porque sua redenção está próxima" (Lc 21, 28).

A Bíblia fala mesmo que dois terços da humanidade perecerão? O profeta do Eterno, chamado Zacarias, disse isso cerca de 500 anos antes do nascimento do Filho de Deus:

"E acontecerá em toda a terra, diz o SENHOR, que dois terços serão cortados nele, e eles serão perdidos; mas o terceiro permanecerá nele "(Zacarias 13: 8). Estaria o Senhor falando da Falha de San Andreas (San Francisco)? Com certeza, os cientistas monitoram e se preocupam, e muito, com essa falha que um grande sismo poderá dividir um Estado Americano e até mesmo mudar o eixo da terra, pois o mesmo teria ou acontecerá com dimensões apocalípticas.

Nos acostumamos a ver as coisas somente do ponto científico ou associado ao aquecimento global, e poucos tem se dado contas que esse intrincado de fenômenos e acontecimentos na sociedade, fazem parte de gatilhos que o ETERNO já havia montado assim que houve a queda do homem no Jardim do Eden.  

 

HÁ UM PLANO DA PARTE DE DEUS

  Infelizmente, nosso planeta, que está quase morrendo, não se recuperará. Aqueles que fazem tanto para proteger os chamados... "mãe terra", terão de aceitar que seu fim será desastroso, não por contaminação, nem pelos cortar das árvores, mas Deus irá limpá-lo de tanto pecado. O apóstolo Pedro diz:

"Mas o dia do Senhor virá como um ladrão na noite; em que os céus passarão com um grande ruído, e os elementos queimados serão destruídos, e a terra e as obras que estão nele serão queimadas. Como todas essas coisas devem ser desfeitas, como você não pode caminhar em modo de vida sagrado e piedoso, esperando e se apressando para a vinda do dia de Deus, em que os céus, iluminados, serão desfeitos e os elementos sendo Eles serão queimados! "(2 Pedro 3: 10-12).

Mas ... qual é a esperança para seguidor do Messias?

"Mas nós (que confiamos) esperamos, de acordo com suas promessas, novos céus e novas terras, nas quais a justiça habita. Portanto, amado, esperando as coisas, seja diligente para ser achado por ele impecável e irrepreensível em paz "(2 Pedro 3: 13,14).

    Embora seja doloroso ler e ver, através da imprensa em massa, o que aconteceu em Nova York e pensar sobre o número de inocentes que morreram sem sequer imaginar o que os esperava, nós, como filhos de Deus, devemos saber que o que aconteceu é como se o Senhor nos disse ... "Estou muito perto de levá-lo comigo, mantenha-se firme na confiança, não se desesperem, tentem compartilhar com o maior número de possíveis as Boas-novas da Salvação. Deixe todo a desobediência que possa manchar o vosso testemunho, porque já comecei a contar a regra para abrir caminho para o arrebatamento da igreja ".

ao AGNALDO DA 26 nov, 2017

O termo usado da religião e da cultura do povo judeu desde o tempo do retorno do exílio até os dias atuais, mas especialmente da era macabeu. 'Judaísmo Precoce' é muitas vezes datada de 167 a.C., quando o templo foi profanado (2 Mac. 6: 4 ). Nos três séculos, judaísmo era pluralista, abraçando nacionalistas como os Hasmoneans, apocalípticos que escreveram o livro de Daniel, Quietistas como os essênios, bem como os fariseus e saduceus. Havia também herodianos (Mc 3: 6 ), que entrou em amizade com a família real, e Zalots que 'saiu' durante a revolta judaica de 66-73 d.C., e lutou contra os romanos e os heterodoxos samaritanos. Havia muitas disputas, mesmo dentro do grupo fariseu, sobre como a Lei (TORAH) devia ser aplicada, porem, mais tarde literaturas rabínica tenderam a generalizar disputas para as escolas rivais de Hillel e Shammai. Jesus tinha muitos conflitos com os fariseus embora ele também foi visitar um, de acordo com alguns deles (Lucas 7: 36 ; 14: 1 ). Mas a amargura entre 'Igreja' e Sinagoga no momento da composição dos evangelhos podem ser responsáveis por condenações severas de Mateus. 23 etc., e o retrato de algunns judeus como assassinos cujos filhos vão sofrer as consequências de seus pecados (Mat. 27: 25).

No concílio de Jâmnia (teria sido um concílio rabínico farisaico, realizado entre o final do Século I d.C e o início do Século II d.C.), os fundamentos do Judaísmo foram estabelecidos. No meio de toda a diversidade do judaísmo, os elementos comuns foram o rito da circuncisão, a observância do sábado, veneração da Torah (Lei), a obrigação de o Templo mantendo-se, e adoração do único Deus e rejeição de todas as imagens; E assim a determinação de manter a distinção judaica.

 

Ministério Espírito de Vida;

Pr. Agnaldo Santana

Dia 03 de janeiro de 2017-01-02.

Sistema MEV de Evangelismo Mundial.

ao AGNALDO DA 10 nov, 2017

“Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa”. Hebreus 10:36

A Palavra de Deus promete que o homem paciente será perfeito e completo, e não lhe faltará coisa alguma. (Tiago 1:4). Um homem paciente é um homem poderoso, mesmo que as pessoas apresentem um comportamento difícil e desafiador ele se mantém amoroso e com bons pensamentos.
  __Sem paciência não podemos perseverar para vermos os resultados de nossa fé.

  __Não recebemos nada após cremos imediatamente.

Existe um período de espera no tocante a receber de Deus. É durante este período que nossa fé é testada e purificada. Só experimentaremos a alegria de vermos aquilo que cremos se perseverarmos e esperarmos pacientemente.
A paciência não é apenas a habilidade de se esperar, mas também a de se manter uma boa atitude enquanto se espera. Esperar é uma parte da vida que não pode ser ignorada. Vamos passar uma boa parte de nossas vidas esperando; se não aprendermos a fazer isto bem (pacientemente), seremos miseráveis. Deus é tão paciente conosco. E devemos imitá-lo.
Se encoraje a buscar efetivamente a paciência. Isto te levará para a dimensão do poder de Deus.

Ore assim:
“Senhor, me ajude a exercitar todo tipo de paciência, perseverança e longanimidade com alegria abundante (Colossenses 1:11). Em nome de Jesus, amém”.


Mais Posts
Share by: